Logo Para Quem Doar Blog
Sabe aquela sensação gostosa de quando abraçamos alguém que amamos? Ela acontece porque nosso cérebro libera um hormônio chamado ocitocina, também conhecido como “hormônio do amor” - o mesmo liberado pelo cérebro das mulheres após o parto (ou após um orgasmo!).

E sabe quando mais esse hormônio maravilhoso é liberado? Quando realizamos um ato generoso.

Isso mesmo: somos biologicamente desenhados para colaborar. O que significa que doar - seja dinheiro, tempo ou outras formas de afeto -, além de extremamente poderoso, é, literalmente, prazeroso.

E esse prazer não é só pontual. Tampouco seu efeito. Segundo o neurocientista norte americano Paul Zak, que dedica sua vida à pesquisa sobre ocitocina, quanto maior o nível de ocitocina em uma pessoa, maior é o nível de empatia que ela sente pelo outro. Quanto mais empáticos somos, mais generosos nos tornamos. E quanto mais altruístas, melhor nossa saúde mental e nossa felicidade, segundo outros estudos americanos. Um verdadeiro ciclo virtuoso <3

E você, que tal experimentar desse prazer agora? Faça nosso quiz e, em 1 minuto, descubra projetos incríveis para apoiar!

Artigos relacionados